Sonho e cerveja artesanal de graça no aniversário de Curitiba

Cabify e Uber lançam promoções para comemorar o aniversário da cidade

Curitiba está comemorando 324 anos, e tanto o Uber como o Cabify, o novo concorrente do Uber na cidade, lançaram promoções sensacionais para comemorar a data.

No dia 29/mar você pode ganhar uma cerveja artesanal da Way Beer, ao pedir um Cabify, e ganhar um sonho totalmente de graça, pelo aplicativo do Uber!

E o melhor: as promoções acontecem em horários diferentes, então dá pra pedir um sonho na faixa à tarde, e quem sabe ainda ganhar uma bera artesanal à noite!

 

Veja também:

O que conhecer em Curitiba

Tour Comida de Boteco, pra fazer amigos e conhecer os bares de Curitiba

Dicas pra aproveitar o inverno em Curitiba

 

CERVEJA ARTESANAL DA WAY BEER

Desde a semana passada quem mora em Curitiba tem uma nova forma de transporte: o Cabify, principal concorrente do Uber. Além da promoção de aniversário de Curitiba, tem outras duas acontecendo: até o dia 30/mar, você ganha 50% de desconto em até 10 corridas (até o máximo de R$ 15,00), usando o código CABIFYCWB; e de 30/mar a 13/abr, você ganha 25% de desconto em até 20 corridas, usando o código CAPIVARA.

Mas a mais legal de todas é a promo do Aniversário de Curitiba. Quem pedir um Cabify no dia 29/mar, entre 17h e 22h, no horário de happy hour, pode ganhar uma cerveja artesanal da Way Beer. Serão mil cervejas no total, distribuídas entre os passageiros que solicitarem um carro nesse horário, somente no dia 29/mar. Os rótulos oferecidos pela Way Beer são Premium Lager, Avelã Porter, IPA e Witbeer.

Nem todos os motoristas terão as cervejas, e elas serão distribuídas apenas enquanto durarem os estoques. Ou seja, não é garantido que você ganhe a cerveja ao pedir o carro – mas pra uma promo legal dessas, acho que vale a pena tentar a sorte, né!

 

É O CARRO DO SONHO QUE TÁ PASSANDO

No aniversário de Curitiba o Uber vai virar um verdadeiro carro do sonho de graça! No dia 29/mar, quem acessar o aplicativo do Uber entre 13h e 18h e selecionar a opção UberSONHO na barra inferior do app, vai ganhar um sonho na faixola!

É só inserir teu endereço, e buscar o sonho com o motorista. São 10 mil unidades, de nata, creme, doce de leite e goiabada. Uma delícia, freguesia! =)

Os carros que estiverem entregando os sonhos não farão corridas nesse dia, só entregas. Não é preciso fazer uma corrida de Uber pra ganhar o sonho.

A quantidade de carros é limitada, e provavelmente a procura vai ser grande. Caso não apareça a opção UberSONHO ao acessar o app, aguarde um pouco e tente novamente mais tarde. Os sonhos serão distribuídos enquanto durarem os estoques.

 

E PRA CONTINUAR COMEMORANDO DEPOIS DO ANIVERSÁRIO…

O aniversário de Curitiba é no dia 29, mas no dia 30/mar, quinta, a partir das 19h, você pode continuar comemorando em grande estilo, de bar em bar. Vai rolar o Tour Comida de Boteco, um passeio por vários bares, provando petiscos e fazendo amigos!

É um passeio bem divertido, classificado em primeiro lugar no site TripAdvisor nas categorias Vida Noturna e Passeios Gastronômicos em Curitiba. As vagas são limitadas, inscreva-se aqui no site.

 

Safari na Tanzania

Os melhores parques pra fazer safari na Tanzânia

Se você está planejando viajar pra Tanzânia, provavelmente está pensando em fazer um safari por lá! O país é muito conhecido por seus parques cheios de vida selvagem, é um dos melhores lugares do mundo pra se fazer um safari.

Mas uma coisa é certa: não é nem um pouco barato fazer um safari por lá. Mas sem dúvida a experiência vale muito a pena, ver tantos animais selvagens, e muitas vezes tão pertinho do carro, é algo que você não vai esquecer jamais!

Eu fiz um game drive pelo Parque Tarangire e Ngorongoro Crater, e foi sensacional!

Veja também:

Safari no Quênia

Visita a uma tribo Masai

 

QUE PARQUES VISITAR EM UM SAFARI

Os parques mais conhecidos para fazer um safari na Tanzânia são o Serengeti, Tarangire, Lake Manyara e Ngorongoro Crater. A maioria das agências oferece um passeio de 5 a 7 dias, passando por todos eles.

Dica da blogueira: em termos de vida selvagem, você vai ver mais no Serengeti, seguido pela Ngorongoro Crater, Parque Tarangire e Lake Manyara, nessa ordem. Pra você não ficar mal acostumado, a dica é começar pelo parque com menos variedade, e deixar a cereja do bolo para o final. Aí você curte todos os parques bem mais!

Se você tiver tempo e dinheiro, vale a pena conhecer os quatro parques, já que cada um tem sua particularidade, e tem alguns animais que você só vê em alguns parques.

Mas fique esperto, é quase impossível fazer um safari barato na Tanzânia! As entradas dos parques são ultra mega caras, e as hospedagens pela região, mesmo nos campings, também é caríssima.

Muitas agências não oficiais oferecem preços bem mais baratos que as oficiais – mas é um risco, pois não há garantia nenhuma de que você vá ter segurança no passeio.

Dica da blogueira: você também pode combinar um safari misturando parques da Tanzânia e do Quênia, como o Masai Mara e o Amboseli (leia mais sobre os safaris no Quênia aqui).

 

SAFARI POR CONTA PRÓPRIA

Em alguns parques você também pode fazer um safari por conta própria, sem contratar agência ou guia – é o caso do Tarangire (você precisa alugar um carro 4×4).

Não é o caso da Ngorongoro Crater e do Serengeti, lá é obrigatório ter um guia (e também é recomendável, já que com um guia você acaba vendo bem mais animais, já que ele sabe onde eles ficam, e se comunica por rádio com outros guias).

Fazer um safari por conta normalmente é mais barato do que contratar uma agência, mas não quer dizer que seja barato. Você tem que pagar as taxas de entrada dos parques (por dia), a acomodação (você pode entre lodges e “campings”, mas nem nos tented camps a acomodação é barata), a taxa do carro, as refeições, o guia do parque (se contratar um)… No final, dá uma grana!

Vai pra Tanzânia? Veja aqui todas as opções de hospedagem, desde hostels a hoteis e resorts. E reservando por esse link você ajuda a manter o blog no ar, sem pagar nada por isso.

 

QUAL AGÊNCIA CONTRATAR E QUANTO CUSTA

O melhor lugar pra começar um safari pela Tanzânia é em Arusha, é onde fica localizada a maioria das agências de turismo. Tem muitas opções de agência, o ideal é contratar uma oficial, para evitar possíveis problemas.

Eu escolhi a Greg Adventures e recomendo bastante. Fiz um safari super legal com eles, de dois dias, pelo Tarangire e Ngorongoro Crater.

O passeio inclui o transporte (com pick up no hostel, e te deixa lá também na volta), o guia, as entradas dos parques, a acomodação (em “tented camps”, que são verdadeiros quartos, com cama, tela mosquiteira e banheiro), as refeições e água.

O valor varia de acordo com o número de parques visitados, com o tipo de acomodação e quantas pessoas tiver o grupo (e, claro, varia de agência pra agência). Pra dar uma ideia, o safari de dois dias que fiz saiu por U$ 370 por pessoa (total para dois dias, em set/16). É uma grana, mas sem dúvida foi uma experiência única!

DICA: Você pode comparar os valores de diferentes seguros de viagem acessando aqui, é bem prático pra escolher o teu seguro.

 

COMO É O SAFARI

Durante o safari você passa  a maior parte do dia dentro da caminhonete. Quase todas as agências têm o mesmo tipo de caminhonete, que é bem confortável e tem o teto destacável – te dá uma visão 360 graus! A do Greg Adventures tinha até geladeirinha e tomada pra carregar o celular!

Você pode ficar o dia todo fazendo um game drive pelo parque – normalmente você chega bem cedinho, pra dar tempo de aproveitar o dia todo. Nesses passeios você costuma dormir em lodges ou tented camps próximos aos parques, pra poder começar o safari cedo no dia seguinte.

Para as refeições, normalmente você leva uma lunch box com você, pra fazer um piquenique dentro do parque mesmo.

Os animais que você vai ver depende de muita coisa: do parque, do dia e também de sorte – conheci pessoas que visitaram o mesmo parque que eu, no mesmo dia, e que não viram nem um terço do que eu vi!

Por isso é recomendável fazer mais de um safari/game drive, pra garantir que você veja o maior número de animais selvagens possível!

Além dos animais, alguns parques têm cenários lindos, com baobás (como o Tarangire Park), lagos (como o Lake Manyara) e crateras (como a Ngorongoro Crater), que valem muito a visita!

 

E você, já fez um safari na Tanzânia e tem dicas legais sobre lá? Ou quer fazer um e tem alguma dúvida? Compartilha aí com a gente, comentando no post!

Se você curtiu esse post, compartilhe! Sharing is caring! =) 

 

Tá curtindo o blog? Então planeje a tua viagem por aqui e ajude a manter ele no ar, sem pagar por isso!

Pra você planejar a tua trip:

– Hospedagem: reserve aqui a tua hospedagem – comparação de hostels/hoteis e cancelamento gratuito

– Seguro de Viagem: compare diferentes cotações por aqui e garanta o melhor valor no seguro de viagem

Moeda estrangeira: compre dólares, euros e outras moedas com a melhor cotação, comparando os valores de diferentes casas de câmbio aqui.

– Bagagem: veja dicas do que levar na mochila

– Planejamento: veja como planejar a tua viagem de mochilão

———————

O Mochilão Trips fez o safari a convite de Greg Adventures. Agradeço pela parceria, e aproveito pra ressaltar que as opiniões aqui presentes são livres e pessoais.

 

O que fazer em Arusha

Ngorongoro Crater

Safaris, Kilimanjaro e tudo que você pode fazer em Arusha e região

Arusha é uma cidade que você provavelmente vai visitar quando for à Tanzânia. Talvez não pela cidade, mas porque ela é a principal porta de entrada pra quem quer fazer um Safari, como no Serengeti ou Ngorongoro Crater, ou pra subir o Kilimanjaro.

Uma coisa que não curti na cidade é a galera que fica tentando te vender alguma coisa, o tempo todo! Quando você chega na região da Torre do Relógio, tem sempre um povo que vem conversar todo simpático, mas que quer mesmo é vender algo. E o pior é que não saem do teu pé! Aprenda “Hapana Asante” – significa Não, Obrigada! Eu falava isso a toda hora!

Tirando isso, a cidade é ok, dá pra visitar em um dia. Vamos falar sobre o que tem pra fazer por lá então, em Arusha e também pela região.

Veja também:

– Mergulho em Zanzibar

Onde se hospedar em Arusha

 


MERCADO CENTRAL

É um local bem legal pra visitar. É um mercadão municipal, não turístico – se bem que você encontra turistas por lá também. É um bom lugar pra comprar frutas, verduras, temperos, carnes e coisas pra casa.

Ali também tem a galera que quer te vender coisas, e que vai vir puxar papo como se estivesse só sendo legal. No fim das contas, querem ou dinheiro, ou que você compre alguma coisa na loja tal.

Até andei pelo mercado com um desses caras (que no final, quis que eu comprasse um tecido numa loja!). Quando finalmente me livrei dele, veio um ouro xarope, puxando papo, pra fazer  a mesma coisa! Aí já falei que já tinha andado com um fulano, que queria andar sozinha. Só assim pra me livrar deles… rs

Saindo do mercado, no sentido contrário à Torre do Relógio, você acaba saindo em um outro mercadão de rua, onde tem um montão de roupas e acessórios, por preços bem em conta.

Pra chegar ao Mercado Central, quando estiver na Torre do Relógio pegue a Sokoine Street, fica a uns 10 minutos de caminhada dali (pra direita, a umas três quadras de distância da Sokoine).

Ah, e você pode (e deve) barganhar o preço no mercado, eles têm mania de te dar o preço do Mzungo (branco), que é bem maior que o preço normal!

Vai pra Arusha? Veja aqui todas as opções de hospedagem, desde hostels a hoteis e resorts. E reservando por esse link você ajuda a manter o blog no ar, sem pagar nada por isso.

 

TORRE DO RELÓGIO

A Torre do Relógio é o coração de Arusha, é lá que você desce do dalla dalla (vans de transporte público) quando está indo de outra parte da cidade até o centro.

Lá você certamente vai ser abordado por alguém querendo te vender alguma coisa: safaris, chapéus, camisetas, meias, pinturas… A melhor coisa a fazer é educadamente tentar se livrar deles, apesar de não ser fácil.

Ah, e a torre é pequena, é uma torrinha na verdade. Em volta dela você encontra vários lugares pra trocar dinheiro, bancos, agências de turismo e também cias de telefone, como a Air Tel (caso você queira comprar um SIM Card).

DICA: Você pode comparar os valores de diferentes seguros de viagem acessando aqui, é bem prático pra escolher o teu seguro.

 

MERCADO MASAI

Os Masai Mara são uma das tribos que vivem na fronteira da Tanzânia com o Quênia. Você pode visitar um mercado só deles, onde vendem os mais diversos tipos de artesanato, como esculturas, colares, tornozeleiras, pulseiras, chaveiros, cobertores típicos etc.

Tem coisas legais, o problema é que os preços são acima do que deveriam ser, e que eles ficam te enchendo a paciência pra comprar alguma coisa… rs…

 

SAFARI

O principal motivo da visita da maioria dos turistas a Arusha é por ser a base pra começar um safari pelo  Serengeti, Ngorongoro Crater, Tarangire Park e Lake Manyara.

Tem zilhões de agências de turismo oferecendo os passeios, e até pessoas na rua tentando te vender safaris também. Procure uma agência oficial – esses da rua podem até ser mais baratos, mas não dá pra fazer um safari sem uma garantia de segurança, né!

Eu fiz um safari de dois dias pelos parques Tarangire e Ngorongoro Crater, com a Greg Adventures, e foi bom demais! O game drive foi ótimo e vimos um monte de espécies de animais selvagens nos parques, além do visual incrível da cratera!

Eu reservei através do hostel onde me hospedei, o Villa Poa. Greg, que é dono da agência (e do hostel) pode fazer um safari sob medida pra você, de acordo com o tempo que você tem disponível.

DICA: compre dólares, euros e outras moedas com a melhor cotação, comparando os valores de diferentes casas de câmbio aqui.

 

KILIMANJARO

Definitivamente o destaque da Tanzânia! Se você tiver tempo e dinheiro suficiente (e estiver em forma!), subir o Kilimanjaro é sem dúvida algo que você deve fazer!

Você pode usar Arusha ou Moshi como base pra subir o Kili. Existem diferentes rotas de subida, as principais são Marangu, Machame e Umbwe. O tempo de subida varia, mas o ideal é reservar pelo menos de 6 a 8 dias – tem agências oferecendo o trekking em menos tempo, mas  a chance de você não conseguir chegar ao topo é enorme (em pouco tempo teu corpo não consegue se aclimatar com a altitude).

Infelizmente eu não tinha grana suficiente pra subir o Kili (custa cerca de U$ 2 mil, mais uns U$ 300 de gorjeta!), mas um dia espero poder fazer! A agência que contratei para o safari (Greg Adventures) também faz a subida ao Kili.

 

MONTE MERU

Uma alternativa pra quem quer subir montanha, mas não tem grana pra subir o Kilimanjaro. O monte Meru é o segundo mais alto da Tanzânia (e quinto mais alto da África): tem 4.556m de altura.

Lá do alto você tem vistas lindíssimas do Kili. Outra coisa legal é que você vê um monte de vida selvagem durante o primeiro dia de trekking, é um verdadeiro walking safari!

Você pode fazer o trekking por conta, não é obrigatório contratar um guia. Mas você tem que contratar o Park Ranger, que sobe armado pra te proteger, caso aconteça de algum animal selvagem tentar te atacar no caminho. No total você leva 4 dias pra subir.

É bem mais barato que o Kilimanjaro, mas ainda assim é bem caro. O trekking de 4 dias custa cerca de U$ 700 fazendo através de agência. Fazendo por conta, você economiza, mas ainda assim vai gastar uns U$ 500, porque as taxas do parque são mega caras (são U$ 45 por pessoa, a cada 12h de permanência dentro do parque – pra 4 dias de trekking, multiplique isso por 8! Só de taxa do parque… aff…).

 

ÁGUAS TERMAIS

Não tão longe de Arusha você pode aproveitar pra conhecer umas águas termais lindas, com água azul turquesa, onde dá pra nadar e brincar de Tarzan! São as Kikuletwa Hot Springs, também conhecidas como Chendwa. Quando você estiver por lá, se o céu estiver limpo, você tem um visual top do Kilimanjaro e também do Monte Meru!

As hot springs ficam a 35 km de Moshi, e a 60 km de Arusha. Pra chegar lá, você precisa ir até a vila Boma N’Gombe (é só pegar um dos vários ônibus/vans diários pra Moshi, e parar no caminho). Quando chegar em Boma N’Gombe, você tem que pegar uma estradinha esburacada de 10 km até as águas termais (de tuk tuk, táxi, moto ou bicicleta).

Se você tiver uma bike, pedalar é um jeito bem legal de chegar até as hot springs. Se você for de tuk tuk, táxi ou de moto táxi, além de pagar a corrida, é bom pagar um extra para o motorista ficar te esperando por lá (pra você ter como voltar)!

 

E você, já foi pra Arusha e tem dicas legais sobre lá? Ou quer conhecer e tem alguma dúvida? Compartilha aí com a gente, comentando no post!

Se você curtiu esse post, compartilhe! Sharing is caring! =) 

 

Tá curtindo o blog? Então planeje a tua viagem por aqui e ajude a manter ele no ar, sem pagar por isso!

Pra você planejar a tua trip:

– Hospedagem: reserve aqui a tua hospedagem – comparação de hostels/hoteis e cancelamento gratuito

– Seguro de Viagem: compare diferentes cotações por aqui e garanta o melhor valor no seguro de viagem

Moeda estrangeira: compre dólares, euros e outras moedas com a melhor cotação, comparando os valores de diferentes casas de câmbio aqui.

———————

O Mochilão Trips fez o Safari na Tanzânia a convite da Greg Adventures. Agradeço pela parceria, e aproveito pra ressaltar que as opiniões aqui presentes são livres e pessoais.

 

Onde ficar em Arusha – Tanzânia

Hostel confortável e com bom valor em Arusha

Tem várias opções de hotéis, hostels e guest houses em Arusha. Fiquei num hostel novo chamado Villa Poa e curti bastante – fica em um casarão antigo com um jardinzão bem massa, ótimo pra relaxar, e com um staff super simpático!

Veja também:

Onde se hospedar em Paje – Zanzibar

Mergulho em Zanzibar

 

PORQUE O HOSTEL É LEGAL

O hostel Villa Poa fica numa casa antiga, bem grandona e bonita, com uma área comum e quartos super espaçosos. É um hostel novo, abriu em junho de 2016.

A vibe é bem legal, com clima mochileiro, a galera fica batendo papo na área comum, na sacada ou na salinha, é bem fácil fazer amigos por lá.

O jardim é o destaque do hostel – é enorme, bem lindão, perfeito pra dar um relax, com seus sofás e mesas. Também é um bom lugar pra dormir, dá pra acampar por lá (e eles alugam barracas também).

Tem uma cozinha de hóspedes, dá pra preparar o próprio rango e economizar uma graninha. Outra coisa legal é que eles tem um Honesty Bar – ou seja, é só abrir a geladeira, pegar o que quiser tomar e anotar na listinha. Você paga quando fizer o check out.

Eles têm um staff super simpático. A Lucy, cozinheira, é super gente fina, o Ayubo também é ótimo pra trocar ideia, e Greg, o dono, está sempre por lá e te ajuda com o que você precisar.

Além do hostel, eles também tem  uma agência, a Greg Adventures, que organiza safaris e tours pela Tanzânia e Quênia, e também trekking até o Kilimanjaro. É uma ótima opção pra fazer um rolê por lá – eu fiz um safari de 2 dias com eles, até o Tarangire Park e Ngorongoro Crater, e foi ótimo! Leia mais sobre isso aqui.

DICA: Você pode comparar os valores de diferentes seguros de viagem acessando aqui, é bem prático pra escolher o teu seguro.

 

QUARTOS, DORMITÓRIOS E CAFÉ DA MANHÃ

Os quartos são grandes e confortáveis, para duas ou quatro pessoas. Alguns têm banheiro privado, outros têm banheiro compartilhado.

Os dormitórios são pra 6 pessoas, com banheiro compartilhado. Camas e beliches têm tela mosquiteira.

Outra opção pra economizar é acampar no jardim do hostel – eles alugam uma barraca pra você dormir por lá, caso não tenha a sua.

O café da manhã é incluído na diária, com café, chá, torradas, manteiga, geleia, frutas, e mais um algo especial, que varia a cada dia: panqueca, omelete, e até batata doce! Uma delícia!

DICA: compre dólares, euros e outras moedas com a melhor cotação, comparando os valores de diferentes casas de câmbio aqui.

 

ONDE FICA

O Villa Poa fica localizado fora do centro da cidade, mas é bem fácil ir até lá de transporte público (dalla dalla) – leva só 10 minutos pra chegar, e é barateza. E quando você chega à cidade, se já tiver reservado tua hospedagem na Villa Poa, eles te buscam na rodoviária ou aeroporto, na faixa.

 

COMO RESERVAR

Você pode reservar tua hospedagem diretamente pelo site da Villa Poa, aqui.

 

Pra ver todas os hotéis e hostels disponíveis em Arusha, acesse aqui. E reservando por aqui você ajuda a manter o blog no ar, sem pagar mais por isso.

 

E você, já foi pra Arusha e tem dicas legais sobre lá? Ou quer conhecer e tem alguma dúvida? Compartilha aí com a gente, comentando no post!

Se você curtiu esse post, compartilhe! Sharing is caring! =) 

 

Tá curtindo o blog? Então planeje a tua viagem por aqui e ajude a manter ele no ar, sem pagar por isso!

Pra você planejar a tua trip:

– Hospedagem: reserve aqui a tua hospedagem – comparação de hostels/hoteis e cancelamento gratuito

– Seguro de Viagem: compare diferentes cotações por aqui e garanta o melhor valor no seguro de viagem

Moeda estrangeira: compre dólares, euros e outras moedas com a melhor cotação, comparando os valores de diferentes casas de câmbio aqui.

———————

O Mochilão Trips ficou hospedado no Villa Poa a convite do hostel. Agradeço pela parceria, e aproveito pra ressaltar que as opiniões aqui presentes são livres e pessoais.

 

Onde se hospedar em Paje – Zanzibar

Hotel gostoso e ótimo pra relaxar pertinho da praia em Zanzibar

Paje é uma praia bem relax e linda, na costa leste de Zanzibar. É um lugar ótimo pra relaxar e curtir uma prainha. Tem várias opções de hotéis e resorts na praia, mas também tem hostels com uma estrutura ótima, e por um preço bem melhor que os hotéis!

Fiquei hospedada no New Teddy’s Place, um hostel super bacana, gostei demais!

Veja também:

Mergulho em Zanzibar

Elefantes e Kilimanjaro no Amboseli

 

PORQUE É UM HOSTEL LEGAL

New Teddy’s Place fica bem pertinho da praia, e tem uma vibe super legal. É super bonito, e cheio de áreas legais pra relaxar: sofás com vista para o mar, redes, espreguiçadeiras… Uma delícia!

O contraste da areia branquinha com os coqueiros verdes dá um ar todo especial para o hostel, parece que você tá na praia o tempo todo! Tem um bar e restaurante bem bacana, e jogos disponíveis para os hóspedes, incluindo jogo de dardos.

Achei bacana que eles têm uma quadra de vôlei e slack line, bem legal pra passar o tempo com os outros mochileiros. O hostel também organiza aulas de Kit Surfing durante a temporada – Paje é o paraíso do Kite Surf!

Eles têm troca de livros, toalhas pra emprestar e free wi-fi para os hóspedes, que também funciona nos quartos. A única coisa ruim é que eles não têm cozinha pra hóspedes, e que não pode levar bebida nem comida de fora para o hostel.

DICA: Você pode comparar os valores de diferentes seguros de viagem acessando aqui, é bem prático pra escolher o teu seguro.

 

QUARTOS, DORMITÓRIOS E CAFÉ DA MANHÃ

Os quartos e dorms do New Teddy’s Place são em bangalôs, espalhados pela área do hostel. Eles são super charmosos, e uma coisa interessante é que o chão é todo de areia, e o teto feito de folhas de palmeiras, super cara de praia!

As camas são bem confortáveis (os dormitórios têm camas de verdade, em vez de beliches). Os quartos e dorms têm ventilador de teto, prateleiras, redes mosquiteiras, luz individual e tomada (em cada cama no dorm). Os dormitórios são para 7 pessoas, com banheiro compartilhado.

O preço da hospedagem no hostel começa em 22 dólares para os dorms, e em 48 dólares para os quartos duplos (alta temporada), incluindo o café da manhã. Não é barato, mas é quase impossível achar hospedagem barata em Zanzibar!

Tem duas opções de café, doce (panqueca) ou salgado (omelete e chapati), ambos acompanhados de frutas, suco, café e chá.

Vai pra Zanzibar? Veja aqui todas as opções de hospedagem, desde hostels a hoteis e resorts. E reservando por esse link você ajuda a manter o blog no ar, sem pagar nada por isso.

 

ONDE FICA

O hostel é super bem localizado, apenas a alguns metros da praia. Se você chegar a Paje de Dalla Dalla (transporte público, saindo de Stone Town), o hostel fica a 15 minutos andando do ponto onde te deixam (a rotatória).

 

COMO RESERVAR

Você pode reservar sua acomodação pelo site do New Teddy’s Place, aqui.

 

 

E você, já foi pra Zanzibar e tem dicas legais sobre lá? Ou quer conhecer e tem alguma dúvida? Compartilha aí com a gente, comentando no post!

Se você curtiu esse post, compartilhe! Sharing is caring! =) 

 

Tá curtindo o blog? Então planeje a tua viagem por aqui e ajude a manter ele no ar, sem pagar por isso!

Pra você planejar a tua trip:

– Hospedagem: reserve aqui a tua hospedagem – comparação de hostels/hoteis e cancelamento gratuito

– Seguro de Viagem: compare diferentes cotações por aqui e garanta o melhor valor no seguro de viagem

Moeda estrangeira: compre dólares, euros e outras moedas com a melhor cotação, comparando os valores de diferentes casas de câmbio aqui.

———————

O Mochilão Trips ficou hospedado no New Teddy’s Place a convite do hostel. Agradeço pela parceria, e aproveito pra ressaltar que as opiniões aqui presentes são livres e pessoais.